OAB-PB debate fortalecimento da advocacia feminina e cria canal colaborativo para envio de ideias

Spread the love

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), realizou, nessa quarta-feira (19), no auditório da Instituição, Encontro das Mulheres Advogadas para definir calendário unificado de ações para o ano de 2022.

O objetivo do encontro foi escutar as advogadas para entender o que elas desejam enquanto metas, atividades e ações de fortalecimento da advocacia feminina. A OAB-PB tem a intenção de construir em conjunto um calendário unificado entre a Escola Superior da Advocacia, Caixa de Assistência dos Advogados, Subseções e Comissões.

Compuseram a mesa de abertura da solenidade o presidente da OAB-PB, Harrison Targino; a vice-presidente da OAB-PB, Rafaella Brandão; a secretária-geral adjunta, Larissa Bonates; a diretora tesoureira da OAB-PB, Leilane Soares; as conselheiras federais da OAB pela Paraíba, Marina Gadelha, Rebeca Sodré e Michelle Ramalho; a diretora de Pós-graduação da ESA-PB e conselheira Seccional, Joelma Queiroz.

O presidente da OAB-PB, Harrison Targino, destacou que o evento ocorreu com muita participação interna das Conselheiras Federais, Estaduais, membros de Comissões e diversas advogadas de todo o Estado.

“Tivemos a presença de colegas advogadas das mais diversas regiões da Paraíba, das mais diferentes áreas de atuação em torno do planejamento estratégico de atuação da pauta feminina da OAB”, pontuou.

“Na ocasião, designamos as direções das Comissões da Mulher Advogada, de Combate à Violência e Impunidade Contra a Mulher e da Rede de Sororidade, e também foi designada a primeira mulher procuradora-geral de Prerrogativas da OAB-PB”, acrescentou.

A Conselheira Federal da OAB pela Paraíba, Marina Gadelha, disse que o evento foi o início do movimento de mulheres dessa gestão. “Essa é uma gestão que já nasce paritária. Além da simbologia de termos o início de uma gestão paritária, temos um engajamento e não apenas a presença, muitas mulheres presentes fisicamente e virtualmente. Tivemos a oportunidade de falar e de ouvir. Eu tenho certeza que é o prenuncio de uma gestão bastante exitosa para todas as mulheres advogadas da Paraíba”, destacou.

Já a vice-presidente da OAB-PB, Rafaella Brandão, agradeceu ao presidente da OAB-PB, Harrison Targino, pelo acolhimento e por fortalecer a rede da advocacia feminina. “A advocacia feminina precisa dessa união, dessa harmonia e desse incentivo, para novas conquistas”, afirmou.

Também participaram do evento, a vice-presidente da CAA-PB, Renata Mangueira; os conselheiros estaduais, Manfrini Andrade, Ítala Viana, Airam falcone, Ana Flávia Veloso e Tatianne Lacerda; a diretora acadêmica da ESA-PB e presidente da Comissão da Mulher advogada da OAB-PB, Izabelle Ramalho; a presidente da Comissão de Combate à Violência e Impunidade Contra a Mulher, Ana Beatriz Eufrazino; a coordenadora da Rede de Sororidade, Janaina Nunes; a secretaria- geral da CAA-PB, Alana Gisely; a secretaria-geral adjunta da CAA-PB, tanita gentle; a presidente da Comissão de Defesa das Prerrogativas e Valorização da Advocacia, Janny Milanês; e diversas advogadas de toda a Paraíba.

Sugestões e ideias

Para facilitar a comunicação entre a OAB-PB e as mulheres advogadas foi criado um formulário para sugestões de novas ações para o fortalecimento da advocacia feminina na Paraíba. A ação nasceu de uma visão da gestão, que incentiva e acolhe as falas das integrantes, mantendo uma escuta atenciosa e dedicada em fazer o melhor para ajudar as mulheres advogadas.

“Nós enquanto OAB queremos escutar as advogadas para entender o que elas desejam enquanto metas, atividades e ações de fortalecimento da advocacia feminina”, pontuou a vice-presidente da OAB-PB, Rafaella Brandão.

A vice-presidente também acrescentou que o formulário está disponível no site da OAB-PB, onde as advogadas poderão preencher e trazer ideias, projetos e novas ações para que um calendário unificado de atividades entre a ESA-PB, Caixa de Assistência, Subseções e Comissões possa ser agregado para o ano de 2022.